>Modernidade

>

O que é moderno para você?

Ter um computador, um celular top de linha, um mp3 player ou um smartphone? Acessar o orkut, teclar no msn ou assistir vídeos no youtube? Assistir a programas na tv digital ou por assinatura ou ainda ter um carro com navegador de bordo? Morar ou trabalhar em um prédio inteligente? Saber o que é wi-fi, DVD, Blu-Ray, Windows, Flash, Linux, ADSL, LCD, One-seg, iPod, GPS e outras expressões ligadas a tecnologia?

Nada disso é ser moderno. Mesmo tendo acesso aos produtos tecnológicos, ser moderno é ter uma atitude racional e proativa em relação ao lugar onde vive e às pessoas a seu redor.

Ser moderno é votar conscientemente e cobrar dos governantes melhorias. Ser moderno é economizar os recursos que utiliza. Ser moderno é jogar o lixo no lixo e ir além, reciclando papéis, vidros e metais. Ser moderno é exercer seu papel de cidadão. Ser moderno é ser gentil, é respeitar o próximo. Ser moderno é ser voluntário, prestando serviço à comunidade. Modernidade é atitude de respeito às diferenças. Moderno é não se prender a tabus. Moderno é não estranhar novas formas de amar, e até não hesitar em viver uma delas.

Moderno é encarar uma nova atitude, transparente, proativa, responsável e dinâmica. Pessoas modernas não possuem equipamentos modernos. Possuem atitudes e reflexões modernas.

(-234) Livre para escolher um rumo novo

Um novo rumo a escolher. É essa a conclusão que chego, após 5 dias. Inclusive, escrever está servindo como terapia, pois está ajudando a entender esse novo momento. Inclusive estou conseguindo entender a mim mesmo. E percebo que há um leque de opções a escolher. Há coisas pouco prováveis, e também retorno imediato a atividades que já fazia. Posso aguardar para um recomeço, pois estou retornando à faculdade.

Mas há outras possibilidades também. Por exemplo, voltar ao teatro, desenvolver atividades políticas, entrar na área de comunicação que é um sonho meu, dar aulas de informática, ou ainda fazer coisas que nunca fiz antes, mas que tenham a ver com as aptidões profissionais que possuo. É muita coisa. Sinto-me como um vestibulando que não sabe qual profissão escolher. É um momento importante e requer reflexão e cautela. Uma decisão errada e me custará planos, metas e sonhos a médio e longo prazo.