A Deslealdade

“Sentir na pele a deslealdade humana é algo dolorosamente marcante como a perda de uma parte do corpo. Imaginar a convivência com pessoas desleais é temeroso, pois nos tornamos insociáveis para nos defendermos da deslealdade.”

A deslealdade é o sintoma mais grave da decadência de uma sociedade excessivamente competitiva. A competição implica a tentativa do sucesso a qualquer custo e por conseqüência disso, tomam-se atitudes desleais e quebra de confiança. Infelizmente, esse tipo de atitude é tolerada, e às vezes, incentivada em algumas organizações.

A prática da deslealdade é auto-destrutiva. Deprecia relações, impõe quebra de conduta, impede o desenvolvimento coletivo, e envenena o espírito de equipe, já que a base desse espírito, a confiança mútua é extirpada com o comportamento desleal.
A solução para a deslealdade é a coerência. Questões onde fica implícita a deslealdade devem ser interpretadas de forma transparente e imparcial, de forma que haja um consenso. Se esta deslealdade provém de uma pessoa ou de um grupo restrito de pessoas, este grupo ou pessoa deve ser banida, ou suas ações restritas, para não comprometer o avanço das atividades do grupo, combatendo fogo com fogo, antes que haja uma crise.