The Day After: Feelings

Esta é a hora de tormar partido… Hora que não se admite neutro, hora que põe pai contra filho, filho contra pai, irmão contra irmão. Os omissos serão culpados. Arranca o mofo de seu coração! Abra os olhos, consulte os fatos. Se escarneceram de sua crença, se pisaram no seu sonho, se te impuseram silêncio, se foste humilhado, se tens gritos sufocados; acorda, anda, desperta! Esta é a hora de tomar partido! Acorda, anda, desperta, e tome partido! Pelo pão da tua mesa. Por teu Deus, se tu o tens. Pela casa onde vives. Pelos filhos que virão. Por tuas palavras mortas. Por teus desejos frustrados. Pelo sangue derramado. Por afetos negados. Por lágrimas mal-enxutas. Faz cólera de seus anseios de liberdade, desperta e tome partido! Cada neutro é um oportunista, cada oportunista é um canalha. Não se serve a dois senhores, não se sorri para o inimigo…

(extraído do texto da peça Jesus-Homem, de Plínio Marcos – Adaptado)

Verdade Seja Dita

Sempre fui um apaixonado torcedor. Com a alma ferida hoje, pela dor de ver findar precocemente um sonho de uma nação agora escarnecida pelo ódio estúpido de outras torcidas. O que eles chamam de arrogância, chamamos orgulho. O que eles chamam de amor cego, chamamos de paixão. O que chamam de burrice, chamamos de lealdade. O que eles chamam miséria, chamamos humildade. O que eles chamam de ilusão, chamamos fé. O sentimento que sinto como corinthiano é o que gostaria de sentir como brasileiro, que mesmo nos momentos mais difícieis, ainda reune forças para seguir adiante. É doloroso ver a agonia e o fim. Mas da morte uma nova vida, vem vindo. É sábio ver a vida dessa forma, com entusiasmo e com coragem de enfrentar o escárnio de peito aberto, com a esperança que todos os herois possuem quando são vencidos. De que um dia, a vitória derradeira chegará.