A Retórica E A Vanguarda

Chegamos a uma época em que o debate de ideias nos recai ao dilema de aceitar uma proposta sem objeções ou rejeitá-la categoricamente. O que influi em uma ou outra atitude é o grau de conhecimento que se tem do tema debatido, pois o conhecimento amplia a capacidade de observar alternativas, e antever suas consequências, analisando suas relações de causa e efeito. Em muitas das questões abordadas, temos dois grupos antagônicos: os retóricos, que defendem seu ponto de vista sem ter como base todos os argumentos lógicos, críveis e plausíveis possíveis, e os vanguardistas que contestam este ponto de vista procurando responder os retóricos com argumentos lógicos e embasados em afirmações pautadas pelo senso crítico e por bases de conhecimento atualizadas.

Porém vemos que o debate é permanente, pois o conhecimento é formado por informações que se atualizam permanentemente, e isto faz com que um argumento que era considerado válido em uma determinada época, deixe de sê-lo, tempos depois. Teorias permitem criar cenários que comprovam se esta é uma afirmativa válida ou não. Mas nem sempre uma teoria pode ser comprovada, apenas contestada, baseando-se em argumentos que contestam os argumentos utilizados para que uma teoria seja considerada válida. Esta relação teórica e filosófica permite explicar o que é uma pessoa conservadora e retórica: se ampara em uma teoria que mesmo deixando de ser válida, é por ela defendida, desprezando os argumentos contrários que a contestam. Uma pessoa vanguardista pode se tornar retórica, quando não admite que novas ideias venham a contestar suas ideias defendidas anteriormente, pois não permite que novos argumentos venham enriquecer ou mesmo mudar sua opinião diante de uma questão levantada.

Muitos grupos em nossa humanidade possuem comportamento retórico e ortodoxo, pois estes em vez de adaptar suas culturas a novos tempos mumificam-nas, embalsamando-as em ideias e argumentos defasados e já contestados. A estes grupos, foi-lhes abdicado o senso crítico, impedindo-lhes de questionar e contestar ideias, sob a denominação de dogmas. As organizações religiosas são exemplos do pensamento ortodoxo, mas a razão desse pensamento está mais na defesa da tradição do que ausência de interesse em propor novas ideias. Grupos não religiosos, sobretudo os políticos, por sua vez, a razão da retórica está na defesa de seus interesses, em contraposição aos interesses de grupos que se opõem a suas ideias. Estes grupos político-ideológicos alegam que seus argumentos são os alicerces que mantem vivas suas ideologias. Como os conceitos defendidos pelos retóricos já estão inseridos dentro de um contexto já estabelecido (status quo), uma possível contestação destes conceitos provocam uma reação agressiva por parte de seus adeptos. Além disso, há uma tendência natural das pessoas em tomar para si teorias e mesmo sem questioná-las, aceitá-las e defendê-las, por uma questão de lealdade ou identificação ao grupo ideológico que defende tal teoria, tornando-os ainda mais retóricos, pois estes nem mesmo sabem a razão de defendê-la.

O conflito ideológico entre o velho e o novo sempre fez parte das correntes do pensamento humano, e graças a estes conflitos, temos uma base de conhecimento, ampla, diversificada, abrangente, e em alguns casos, conflitante e ambígua. O que não pode deixar de existir é a opinião e o debate, que funcionam como tentativas de se chegar à luz da verdade, por diversas tentativas de se obter êxito. Por isso, a contestação ideológica é saudável, pois visa mostrar um ponto de vista divergente que produza uma realidade mais plausível e humanamente aceita por todos. E para que este debate exista, é necessário que exista o senso crítico, a capacidade de questionar uma ideia, de contestá-la. E é claro, que o senso crítico precisa ser estimulado por meio da reflexão e do debate. Nas escolas temos a possibilidade de desenvolver o senso crítico, de desenvolver nossa reflexão de ideias, o que permite não apenas ter contato com ideias, mas discutí-las, questioná-las, e até mesmo contestá-las, apresentendo os argumentos que justifiquem sua contestação. Mas a realidade que vivemos inibe tal prática, ora por métodos rígidos e inadequados de ensino, ora por uma cultura que privilegie a cega aceitação de uma ideia, em vez de uma postura crítica diante dela.

Por fim exautemos a postura dos vanguardistas, que desbravam o universo do conhecimento e apresentam novos caminhos a seguir. A postura crítica e ativa permite a eles, mesmo enfrentando a oposição dos retóricos, que tem em alguns casos, o apoio dos neutros, trazer uma nova realidade, mudando perspectivas e transformando pessoas e o mundo.

Teorias Conspiratórias Futebolísticas

Com o desenrolar dos acontecimentos futebolísticos, sendo o fato mais recente a eliminação do Palmeiras da Copa Sul-Americana para o já rebaixado Goiás, irei tecer uma série de teorias conspiratórias que podem ocasionar mais uma reviravolta no Campeonato Brasileiro de 2010. Acompanhem a seguir:

  • 37ª Rodada:
    • Cenário:
      • Com a derrota do Palmeiras, os jogadores terão de provar que o time não é de derrotados. Felipão cogita utilizar os titulares nos jogos seguintes, contra Fluminense e Cruzeiro e há uma possibilidade maior de um resultado indefinido.
      • Guarani pode ser o fiel da balança: tudo dependerá de uma vitória sobre o Grêmio, em Campinas. Se perder, sai de cena.
      • Cruzeiro enfrenta o Flamengo no Rio. Flamengo já está livre da degola, mas luta por uma vaga na Sul-Americana.
      • Mesmo sem Ronaldo, Corinthians enfrenta Vasco no Pacaembu. Como o Vasco é rival do Fluminense e não almeja nada neste campeonato, pode jogar sem ânimo de vitória.
    • Prognósticos:
      • Provável empate entre Palmeiras e Flu, Flamengo e Cruzeiro, Vitória do Corinthians e do Guarani. Corinthians volta a liderança.
  • 38ª (e última) rodada
    • Cenário:
      • Se os prognósticos da rodada anterior se confirmarem, Fluminense passa a depender do resultado do jogo do Corinthians contra o Goiás.
      • Se o Goiás vencer bem a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, certamente entrará em campo com time reserva e sem nenhuma pretensão contra o Corinthians, o que lhe dá ao visitante uma grande possibilidade de vitória.
      • Se o Guarani chegar à última rodada com chances de escapar da degola, jogará sua vida contra o Fluminense.
      • Se o Cruzeiro não tiver mais chances de título, a partida contra o Palmeiras será irrelevante.
    • Prognósticos:
      • Vitória do Corinthians e do Cruzeiro, empate do Flu. Título do Corinthians.

É apenas uma teoria hipotética, mas bem plausível, pois considera-se também o ambiente externo em que se encontram estes clubes.

Sem Titulo 23/11/2010-0:17

Mix do Kazzttor (Novembro de 2010)

Playlist:
01. Nadia Ali – Rapture (Avicii New Generation Extended Mix)
02. Afrojack feat. Eva Simons – Take Over Control (Extended Vocal Mix)
03. Inna – Amazing (Extended Version)
04. Enrique Iglesias – I Like It (Chuckie Remix)
05. Flo Rida feat. David Guetta – Club Can’t Handle Me (Stan Courtois and Felly X-centrik Remix)
06. Fatboy Slim Vs. Duck Sauce – What The Barbara Streisand (Inphinity Bootleg)
07. Steve Angello & An 21 – Samba De Valodja (Simon De Jano Bootleg)

A Triste Fôrma Da Intolerância Precisa Ser Quebrada

Presenciamos nos últimos dias, atos que afrontam a liberdade de sermos diferentes. Seja pela origem, raça, orientação sexual, vimos atos que tinham como tônica desde palavras rudes a ações violentas que deflagraram em nossa sociedade nossa face mais vil e cruel. O preconceito contra nordestinos, proferidos no Twitter, passando por fundamentalismo religioso, até culminar com atos de violência contra homossexuais em São Paulo e no Rio de Janeiro e assassinatos de mendigos no nordeste, abrem o debate para a causa da intolerância, seja de autoria de nefastos grupos neonazistas, ou até mesmo de instituições como a Faculdade Mackenzie, nos casos mais graves de homofobia dos tempos recentes. É uma realidade crítica e esta é consequência da ausência de senso crítico, que é o fator que nos permite uma percepção mais lúcida dos fatos, e tudo isso foi agravado pela insipiência dos candidatos durante a campanha eleitoral no Segundo Turno.

Quando não há senso crítico, todas as ideias, incluindo aquelas que não se amparam em valores éticos, acabem por ser consideradas como verdades. Já havia, em um artigo anterior que escrevi sobre a verdade, debatido sobre os valores que a permeiam, sendo esta ampla e irrestrita, abrangente a ponto de ser aceita por todos. Mas o senso crítico permite também contestar verdades perenes, que são aquelas que são aceitas num determinado tempo e espaço. Exemplos de verdades perenes eram termos como Feudalismo, Nazismo, Facismo, Escravismo, que eram verdades até então aceitas, num tempo e espaço definidos, mas que foram superadas por outras, que contemplavam uma gama de valores mais abrangentes e mais críveis por outros. Inclusive algumas verdades tiveram de se atualizar aos tempos para que pudessem continuar sendo aceitas, como o Cristianismo, por exemplo. Mas estamos vendo uma deturpação da verdade, com uma interpretação manipulada, para atender aos anseios e requisitos de alguns grupos. Se a verdade é única, qual a razão de interpretá-la a seu modo? O que querem com essa interpretação dúbia é confundir os incautos, e espalhar fatos caluniosos, tendo como base fatos verdadeiros, sendo uma prática nazista muito bem empregada para espalhar o ódio contra determinados grupos de pessoas. E a ausência de senso crítico, permite que essas falácias sejam aceitas como verdades, pois não são debatidas e contestadas.

O ódio é o sentimento de defesa que temos contra algo que nos impõe ameaça. E quando este ódio provém do preconceito, temos o mais primitivo e egoísta sentimento ilusório: a ignorância. As pessoas devem entender que existe uma realidade ampla, e que esta deve ser analisada com enfoque crítico e racional, observando o ponto de vista de todas as partes envolvidas até que haja um consenso. A ignorância se dá quando uma ou mais partes envolvidas não são consideradas no embasamento de seu argumento, tornando-o parcial. Ignorar pontos de vista de um fato não é apenas injusto, mas covarde. Covarde pois não oferece à parte excluída, o direito de participar do debate. A ignorância truculenta que recai sobre algumas mentes pensantes neste país joga a opinião pública em uma zona de conflito, o que é pertinente a certos grupos de nosso país que desejam poder a resolver questões importantes.

Em razão disso, é preciso encampar em uma luta. Uma luta contra esta injusta realidade onde as verdades são corrompidas, por mesquinhos ideais preconceituosos. Como se as pessoas pudessem ser moldadas em uma fôrma, a qual sejam forçadas a agir pensar e ter características iguais entre si. Mas assim como é nossa impressão digital, somos todos diferentes e agimos, pensamos e temos preferências diferentes. Vamos quebrar a forma do preconceito. As pessoas precisam ter o direito de ser diferentes e ter essa diferença respeitada.

Sem Titulo 6/11/2010-1:32

Mix do Kazzttor (Outubro de 2010)

Set realizado em 31/10/2010.Playlist:
01. Tiko’s Groove feat. Gosha – I don’t know what to do
02. Example – Kickstarts (Afrojack Remix)
03. B.o.B feat. Bruno Mars – Nothing On You (Fabian Gray & Emanuele Remix)
04. Mohombi – Bumpy Ride (Chaosz Bootleg)
05. Yolanda Be Cool & DCup – We No Speak Americano (Alvaro Rework)
06. Stromae Vs Dance Allstars – Alors On Danse (Djs From Mars Fm Remix)
07. The Prodigy vs. Rune vs. Bart B More – Feels like my omen zone (Pedro Henriques In The Zone edit)
08. Pocket808 & Eurythmics – Sweet Ghostship (Housejak’s Valodja Re-Edit)
09. Swedish House Mafia feat. Pharrell Williams – One Your Name (Main Version)
10. Round Table Knights – Belly Dance (Mowgli Remix)
11. Afrojack feat. Eva Simons – Take Over Control (Apster Remix)
12. The One Hundred – Break Me Down (Bellatrax Remix)
13. Mr. Jam Feat. Wanessa – Falling For U (Mr. Jam Piano 12 Extended Mix)