A regra é clara

Prestenção, pois a regra é clara: não se pode colocar uma prova obtida sem autorização em um processo judicial, por mais evidente que seja. O pessoal do Fla (Lulistas, petistas em geral), está achando que é golpe. O pessoal do Flu (anti-petistas, direitistas em geral) estão achando que agora o governo da Dirma cai.

O que acho? Que não importa o que resulte, quem ganhar não vai levar.

Quanto a questão da camiseta CBF, eu boto na crítica não pelas relações escusas da CBF. Mas porque essa camisa é erroneamente tida como um sinal de patriotismo. O Brasil é um país que o patriotismo é visto como algo que se usa e se guarda de acordo com a conveniência. Quando é Copa do mundo, todo mundo é patriota. Quando se tem crise também (apesar de aparecer alguns nacionalistas também no meio dessas pessoas). Patriotismo não é conveniência, tem que estar dentro do âmago de identidade nacional, entende? Quando esse patriotismo o prejudica, é facilmente abdicado, tipo, que se foda o Brasil!

Patriotismo não é camiseta, é atitude!

Quando se cola na prova, deixamos de ser patriotas, pois a pátria nos espera que tenhamos conhecimento suficiente para sermos profissionais de excelência que ajudam-na a desenvolvê-la. Quando dirigimos embriagados, ou burlamos blitzes, ou avançamos o sinal, também deixamos de ser patriotas, pois desrespeitamos as regras que nossa pátria fez para todos. Quando furamos fila, estamos deixando de ser patriotas, pois estamos desrespeitando outros cidadãos de nossa pátria.

Sabemos que a situação está difícil e muito acontece por ingerência política. Isto é fato e temos acordo nisso! Mas não podemos agir com hipocrisia, colocando nossas atitudes em coletivo, e nos contradizendo, quando é em particular.

Acho que é isso! Chega de Fla-Flu político! Vamos empurrar esse país e pedir que essas investigações punam a todos, sem exceção!

Invertendo a lógica

Vamos inverter a lógica. Concordo que a Dirma pode ter usado um recurso desesperado pra salvar o governo chamando o Lula pra ser ministro.
Realmente é um ato que gera controvérsias de todos os lados. Só que no mesmo dia, veio o Moro e divulgou um grampo dela com o Lula. 

Não se faz gol chutando a cara do goleiro, gente! É falta!

Da mesma forma, não se pode vazar um telefonema confidencial do presidente da república. A não ser em clara conotação de crime, o que, pelo seu teor, nada é possível afirmar. 

Há semanas dizia que Dirma chamaria Lula pra ser ministro, isto é sabido de todos. O que Moro fez foi abuso de poder e pode até ser considerado crime o que ele fez. 

Agora está rolando no congresso o trâmite do impeachment, que o STF mandou voltar. É coincidência demais o Moro mandar soltar a gravação, para que haja agitação e pressão no congresso pra que o impeachment saia de qualquer jeito. 

Não estou aqui pra defender o governo! Estou aqui pra defender a legitimidade. Não importa de que lado esteja neste Fla-Flu político, mas não se pode fazer justiça sem ser justo. De nada adianta satisfazer o desejo de ver um governante destituído se esta destituição foi feita de forma ilegal. 

Pensem no amanhã. Se essa porra estoura, quem vai assumir? Os fascistas? A velha política bandida? Espero que não.