Errata!

Em função dos problemas dos comentários no novo template, este foi retirado do ar e o antigo está de volta, temporariamente. Em breve o novo post! Aguardem.

Novo Template Beta!

Como vocês estão vendo, o novo template está no ar. Mas há ainda alguns ajustes a fazer no código, já queoscomentários estão indisponíveis. Por isso peço desculpas desde já. Mas em breve o código estará pronto e os comentários voltarão a estar disponíveis.

Há duas semanas as olimpíadas de Atenas foram para o limbo! E com elas muitas lições foram aprendidas.

  • Subestimação: Tanto subestimaram a organização dos jogos, que Atenas foi, sem sombra de dúvidas a melhor olimpíada dos últimos anos, superando Sydney e Atenas em beleza e brilho.
  • Determinação: A história do corredor brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima, que foi agredido por um fanático durante a maratona, quando liderava a prova, tornou-se um ato heróico, quando ele não desistiu e faturou o bronze. Bronze que valeu ouro.
  • Serenidade: foi o que faltou para muitos atletas brasileiros para conseguirem medalhas nesta olimpíada. Por estarem em foco, muitos atletas sentiram o peso de representar o país e acabaram falhando.
  • Consagração: A seleção masculina de volei, voltou de Atenas consagrada. Com uma campanha quase impecável, o time do técnico Bernadinho conseguiu o bicampeonato olímpico e entrou para a história do esporte.
  • Esperança: O brasileiro pode ficar mais esparançoso para as olimpíadas de Pequim, em 2008. Novas promessas estão surgindo, e esta olimpíada deu uma motivação a mais para os atletas brasileiros.
  • Força: A China está mostrando ser uma verdadeira potência olímpica. Com as medalhas que conquistou, certamente deixa de ser azarão para ser favorita em diversas modalidades esportivas.

E assim 2004 caminha para o fim marcante de maneira feliz. Faltam apenas 3 meses e meio para seu término. Mas veja só: ainda falta muita água pra passar pela ponte!

Lista De Discusso

Não poderia deixar de ser: criei minha própria lista de discussão em grupos.com.br.

Para assinaresta lista,envie uma mensagem para assinar-blogdokazzttor@grupos.com.br. Para acessar a página da lista de discussão, clique aqui.

Em breve neste blog, teremos as ferramententas dessa lista: fórum, chat-room e enquete, aguardem!

Set Exclusivo!!!!

O Blog do Kazzttor, com muito orgulho, apresenta a vocês um set de mixagens inédito e exclusivo, contendo 22 minutos e 4 músicas de sucesso e qualidade. Este set, gravado em julho de 2004 contém além de sucessos consagrados, lançamentos exclusivos e versões novas para ninguém parar de dançar. Acompanhe aqui a crítica de cada música deste set:

  1. Fernanda Abreu – Torcer pela Pista (DJ Rick Gomes Mix) – Fernanda Abreu é uma das cantoras de dance music de mais longa caminhada. Desde o início de sua carreira, o swing e o ritmo de suas músicas classificam-na de artista de Dance Music e este hit mostra como a música eletrônica brasileira evoluiu e está cada vez mais presente nas pistas brasileiras. Esta versão não é a que toca nas rádios, mas é extremamente dançante, com fortes batidas de uma house music que denuncia a sua origem na Disco dos anos 70. Bom para o começo.
  2. Junior Jack –Trust it– Junior Jack é uma fábrica de hits em pessoa. Depois de “My feeling” em 1999, “E-Samba” em 2003,”Da Hype” e “Thrill Me“e “Stupidisco” em 2004, este set aposta em mais um sucesso que poderá sacudir as pistas este ano: “Trust it“. Esta música, assim como a música anterior, é um house inspirado na Disco dos anos 70, em que o swing da música é contagiante. Sem sombra de dúvidas, é forte candidata a hit.
  3. M@d – The concert – Bem ao estilo rave, “The concert” é uma música típica de baladas ao ar livre. Suas batidas fortes, viradas inspiradas e seqüencias elétricas fazem dessa música o grande sucesso das casas noturnas e rádios pop-eletrônicas de São Paulo, este mês. É pra sacudir o esqueleto.
  4. The Bitch Hotel – Do you wanna dance (kazzttor Long Log rmx) – Para encerrar o set temos uma versão exclusiva de “Do you wanna dance” que retorna a suas origens. A música, que este ano esteve sendo executada nas pistas, na verdade é uma versão cantada de “The Bitch Hotel” do grupo homonimo, lançada no ano anterior. O que foi feito apenas foi uma versão realmente extended da música, unindo a versão original e a cantada, de forma apoteótica. É pra fechar o set com chave de ouro.

Confira aqui o set exclusivo do Kazzttor. Este set está disponível à venda em CD com exclusividade no Yahoo! Leilões em quantidade bastante limitada. Parareservar o seuclique aqui

As Crises Do Futebol Brasileiro

A equipe do São Paulo a poucos minutos é derrotada pelo Once Caldas e está fora da Taça Libertadores da América. Outras equipes tais como, Palmeiras, Corinthians, Atlético-MG, Cruzeiro, Grêmio, Flamengo e Vasco apresentam atuações pífias no Brasileiro-04. Qual a razão dessa verdadeira decadência do futebol Brasileiro? A razão está na flta de profissionalismo. Pois se o campeonato está nivelado, está sim por baixo.

Nova Galeria

Clique no quadro de galerias para conferir fotos exclusivas do RockGol 2004.

Hoje está inaugurada a sessão de galeria de fotos. Você pode conferir várias fotos de eventos e atualidades. Confiram!

A chama olímpica já está no Rio de Janeiro. Há cerca de 20 minutos, o avião em que trazia a comitiva dos jogos olímpicos de Atenas, pousou no areroporto do Galeão. Autoridades tais como, o prefeito da cidade, o vice-governador do estado, o ministro dos esportes e o presidente do comitê olímpico brasileiro recepcionaram, com grande honra, o símbolo máximo dos jogos olímpicos. É a primeira vez que a tocha olímpica visita à América do sul e a primeira vez que viaja pelos cinco continentes.O presidente do comitê olímpico brasileiro, Carlos Arthur Nusman em entrevista a jornalistas, declarou que a passagem da chama olímpica pelo Rio de Janeiro é o reconhecimento do trabalho que o comitê olímpico brasileiro vem realizado em prol das olimpíadas, e vê com isso a esperança de que o Brasil venha a sediar muito em breve os jogos olímpicos.Daqui a pouco, a tocha olímpica será acesa no Maracanã pelo Pelé, que pouco antes dará uma entrevista coletiva à imprensa.

A Crise No Corinthians

Ontem, estava preparando uma resenha sobre a crise no time do parque São Jorge, mas não tive tempo. Mas não podia imaginar que essa espera seria tão oportuna para escrever um raio X completo da gravidade do problema do timão.Diante do desenrolar dos acontecimentos, podemos tirar algumas conclusões este episódio: primeiro, que existe sim, uma crise interna no Corinthians, que abrange desde a diretoria até os jogadores; segundo, que a atitude da torcida do Corinthians e interferir nas decisões do clube é louvável, mas precipitada; terceiro, que Rincón fracassou ao tentar ser o líder e da equipe e que Oswaldo de oliveira errou ao insistir que este fosse o líder da equipe; quarto, existe um racha no grupo de jogadores: de um lado os jogadores mais experientes querendo mandar na equipe, e de outro, os novatos que não querem obedecer e que querem apenas ter vez do grupo, tendo ao centro um técnico que de fato, não conseguiu autoridade para combater a situação; e por fim, todo isto é o produto de uma crise administrativa e financeira que vem se arrastando por anos no Corinthians.Mas tudo isso tem solução? Claro que sim! Se o Corinthians desenvolver, desde já, um projeto administrativo mais profissional, voltará com certeza a triunfar entre os grandes do futebol brasileiro. Mas como isso seria possível? Muito simples, já que a torcida do Corinthians quer participar da administração do clube, porque não torná-los sócios? Imaginem que, se um milhão de torcedores venham a se tornar sócios do Corinthians, pagando uma mensalidade de R$10 por mês, tendo acesso ao clube, descontos em ingressos, direito a voto, além de outras facilidades. A receita do clube, fora os patrocínios, chegarem a mais de 10 milhões de reais mensais, quantia suficiente e para, além de manter o clube sozinho, ser possível contratar reforços de peso, construir um centro de treinamento decente, e o tão sonhado estádio do Corinthians. É este, o modelo administrativo da maioria dos clubes da Europa. Não é à toa que eles podem contratar jogadores de peso como a maioria dos craques brasileiros. Se este modelo fosse seguido pelos clubes do Brasil, certamente não haveria crise no futebol. O amadorismo das administrações dos clubes estão por querer matar a galinha dos ovos de ouro, e as leis Piva e Pelé foram criadas justamente para tentar evitar tudo isso. Mas os cartolas estão impurrando com a barriga essas leis, porque não vêem vantagem para eles este modelo de administração, pois partindo do pressuposto de que o clube passaria a funcionar como uma empresa, e eles não poderiam mais realizar as falcatruas que costumavam fazer, enriquecendo seus cofres, e não os do clube. Se essa “Revolução” corintiana, realmente acontecer da maneira que imagino, e der certo, será criado um divisor de águas do futebol brasileiro, pois temos que ter consciência de que somente o torcedor poderá o salvar da situação de falência em que se encontra.

Desde o início do ano, quando vieram à tona as denúncias envolvendo o assessor do ministro-chefe da casa civil José Dirceu, Valdomiro Diniz, o governo lula vive uma fase de turbulência. Mas parece que a tempestade vai demorar a passar. Novas denúncias envolvendo o ministério da saúde, tornam ainda mais longo o calvário do governo federal.O ano de 2004 já era marcado para ser turbulento com as eleições municipais. Mas as ações do governo tornaram-no ainda pior. A tentar, a todo custo, abafar o escândalo Valdomiro Diniz, o governo em vez de resolver a questão tornou a ainda mais obscura e acabou por denegrir a sua imagem perante o congresso e a opinião pública e resolveu fechar os bingos piorando ainda mais a situação. As reformas do ministério, de fato, comprovam um certo amadorismo por parte do presidente, pois este demorou demais para tomar as decisões necessárias para resolver as questões ministeriais. A decisão do aumento do salário mínimo provocou mal-estar generalizado: sindicalistas, congresso, aposentados, opinião pública se voltaram contra o governo por conta de um aumento muito pequeno do salário mínimo. Mas levamos em consideração que a previdência social do país continua quebrada, com o agravante da revisão das aposentadorias.A reportagem do The New York Times sobre o suposto problema do presidente com a bebida não poderia ter um desfecho mais lamentável. Tendo uma atitude ditatorial, o presidente decidiu expulsar o correspondente responsável pela reportagem do país. Esta atitude foi no mínimo irresponsável, pois simplesmente fez com que a opinião pública internacional se voltasse contra ele, passando de vítima a vilão.E ainda antes da metade do ano, mais um escândalo: a fraude nas concorrências do ministério da saúde. De fato, nota-se uma mudança de postura do governo em relação ao caso. Em vez de tentar abafar o caso como da última vez, resolveu procurar apurar e apontar os culpados para tentar limpar o nome do governo. Talvez aprendendo com seus erros, é que o governo possa voltar aos trilhos.

Há exatamente uma semana, o torcedor corintiano Marcos Gabriel Cardoso, 16, covardemente agredido por um grupo de torcedores palmeirenses, caminhava com sua agonia que culminaria com sua morte. A estupidez e a covardia do ato não se justificam. Não há motivo nenhum para uma pessoa agredir outra pessoa simplesmente por ela não torcer para o mesmo clube que a outra torce. Este ato de selvageria absurda é intolerável e inadmissível, do ponto de vista que, cenas como estas só costumam ser vistas em guerras, e por incrível que possa parecer o nosso país não está em guerra. Mas parece.Os níveis de violência registrados no Brasil são tão altos, que chegam a ser maiores do que diversos países em conflito ou guerra civil, tais como alguns países da África e até o Iraque. Sinceramente eu não compreendo o porquê de tamanha violência. Nosso povo, de fato, não teria nenhuma razão para ser tão violento. E o que torna isso mais alarmante é que grande parte dos crimes de morte são praticados por motivos fúteis, como o do caso do torcedor corintiano.Nosso povo chegou a uma irracionalidade tamanha, que matar num indivíduo tornou-se algo banal. E acreditem, tudo isso é mais que um problema social: é um problema cultural e acima de tudo, educacional. Ao mesmo tempo que a violência urbana crescia, a educação, a cultura, lazer e o esporte tornavam-se cada vez menos prioridades para os nossos governantes. Um povo bem educado e informado, tem a consciência do seu papel de cidadão, e por isso vive melhor em sociedade.E investir no povo tornou-se questão de sobrevivência para país, para a sociedade, e principalmente para o próprio povo que é a maior vítima de toda a violência. As pessoas saem de casa sem ter a certeza do retorno. As casas possuem mais grades do que presídios. Esta sensação de medo permanente atrapalha, e muito, o nosso desenvolvimento como sociedade e como pessoas. E exigir de nossos governantes ações rápidas e imediatas para o controle da violência é quase impossível. Isto porque para resolver o problema da violência é preciso projetos a longo prazo de desenvolvimento social (isto significa investimentos em saúde, saneamento, e principalmente em educação) para que a questão da violência seja de fato solucionada de uma vez por todas.

É impressionante o preparo do exército no que será a guerra contra o tráfico de drogas. Os métodos de invasão e inteligência aplicados pelos soldados servem de exemplo para a frágil e despreparada polícia do Rio de Janeiro, que por sua vez, é protagonista das cenas mais sórdidas do combate ao crime organizado naquela região. Seria necessário a criação de grupos bem preparados tais como o exército para combater a violência que assola nosso país.A situação de violência no Rio de Janeiro chegou a um estado tão crítico que a intervenção do exército se faz necessária. É imprescindível que o governo federal autorize tal intervenção para que a cidade do Rio de Janeiro, cartão-postal do país, tenham de volta a paz tranquilidade para que volte a ser atraente para o turismo, e ser agradável para seus moradores. Mas apenas a intervenção do exército não basta. A sociedade civil deve reagir a essa violência exigindo que o governo estadual e municipal realizem programas nas favelas. Isto porque a situação chegou a este ponto por falta de ação governamental naquelas áreas.É impressionante também o despreparo da polícia. Não apenas no Rio de Janeiro, mas em todo o Brasil. Ter a péssima abordagem ao público, a falta de controle em situações extremas, a carência de técnicas de investigação, a corrupção e o desrespeito às regras, o abuso de autoridade e a violência ocasionada por eles são apenas alguns dos problemas da polícia no Brasil. Algumas medidas, porém, poderiam amenizar a situação e resolver alguns deles. Um exemplo disso é a violência policial, mas o pior disso é a impunidade provocada pelo corporativismo existente nas corporações policiais. Para resolver isto os tribunais militares teriam suas funções reduzidas: serviriam apenas para julgar faltas contra o estatuto da corporação e faltas cujos autores e vítimas pertençam a corporação. Caso a vítima seja civil, o caso seria julgado pela justiça comum. Seria o fim da imunidade policial. Para complementar esta medida, seriam estipuladas regras para as ações policiais: por exemplo, em caso de haver feridos em uma perseguição policial, o mesmo fica proibido de levar a vítima ao hospital, sendo ele obrigado a contactar socorro médico. Neste caso, automaticamente a perícia técnica acompanhará a equipe de resgate para realizar as primeiras análises no local do ocorrido. Esta medida preservaria o local para investigação, traria transparência às ações policiais, e de quebra, eliminaria todas as possibilidades de um policial violento encobrir seu crime, já que muitos deles, a pretexto de socorrer as vítimas, violam o local do crime para desfigurar as provas que os incriminam.Para isso, repito, a atuação da sociedade é fundamental. Fundamental no sentido de agir, se manifestando contra a violência que nos sufoca a cada dia no interior de nossas casas. Temos que repudiar toda a matança que é feita diariamente. E que as maiores vítimas são os nossos jovens, que por falta de oportunidade, acabam se integrando à criminalidade.Que as mães nunca mais tenham que chorar sobre os túmulos de seus filhos.

Ateno!

Devido a problemas de força maior, o programa de rádio do blog do kazzttor está temporariamente suspenso até segunda ordem. Inclusive os problemas que seriam veiculados ontem, dia 8 de maio, e semana passada, dia 1 de maio, foram cancelados. Em breve teremos novidades, aguardem!Durante essas duas semanas, aconteceram alguns problemas em reação ao blog, mas está sendo elaborado uma nova sessão além da sessão de multimídia: a galeria de imagens. As galerias já estão prontas, restando apenas a construção do layout. Além disso, estão sendo elaboradas reportagens especiais sobre os últimos eventos da música eletrônica. É ver para crer!Também está previsto a criação de pequenos quadros multimídia que serão publicados diversos dias da semana entre os posts do blog. Neles estarão comentários gerais, novos quadros de humor, indicações de músicas e muito mais. Não perdem por esperar!

  • Gravações ralizadas entre 19 e 21 de abril de 2004.
  • Vozes e Locução: Kazzttor
  • Edição e Pós-Produção: Kazzttor
  • Roteiro: Kazzttor
  • Seleção de repertório: Kazzttor
  • Software de edição de Áudio: Audacity
  • Codificado no formato Windows Media por: Windows Media Encoder 7 (Microsoft Corporation)
  • Publicado em: 21 de abril de 2004 às 07:44

Trilhas sonorase quadros do programa (em ordem de aparição):

  1. Abertura
  2. Junior Jack Ft. Robert Smith – Da Hype
  3. Opinião
  4. Groove Coverage – Poison
  5. Lasgo – Surrender
  6. LMC Vs U2 – Take Me to the Clouds Above
  7. Bloco de Notícias
  8. Floress – Read My Lips
  9. 3T – Stuck on you (Stuck Remix)
  10. First Choice – You Took the Words (Haarlem Hu…)
  11. Humor: Jornal no Curral
  12. Kaleidoscópio – Você me apareceu
  13. The Underdog Porject – Saturday Night
  14. Despina Vandi – Gia
  15. Humor comPapo Furado
  16. Encerramento

Participação especial do quadro do grupo Papo Furado produzido por R & Key Produções

Ouvir programa no Windows Media Player

Estou No Chat Agora!

Estou agora no chat do blog do balacobaco.

Ou melhor, estava, acabei de sair!

Estamos No Ar!!!!!!!

A Rádio do Blog já está pronta e o primeiro programa já está no ar. Mesmo com quase 3 horas de atraso devido a problemas técnicos,o programa saiu das palavras e virou voz! Clique no link do nosso programa na lista de rádios.

Ooops!

Aconteceram alguns problemas de ordem técnica e o programa está sofrendo um atraso. Mas o programa sai ainda hoje.

Amanhã será a estreia do programa de rádio e estarei na sala de bate-papo do blog do balacobaco, da querida Cláudia, e estão todos convidados para ouvir e conversar comigo sobre o programa. Até lá! O endereço está aí do lado, na seção de links.

Chamada Geral

Atenção! Muita atenção!

O programa de rádio do Blog do Kazzttor vai estrear dia 21 de abril, às 15:00.

Ouça agora a chamada

Créditos da Chamada:

  • Vozes: Kazzttor
  • Trilha: Mr. on Vs Jungle Brothers – Breathe Don’t Stop
  • Software: Audacity
  • Microfone: K-1 (Ouvido mecânico) desenvolvido por Kazzttor
%d blogueiros gostam disto: