Muito Além Do Cidadão Kane: 15 Anos Depois.

Passados quinze anos do documentário do channel 4 da Inglaterra, suas revelações ainda repercutem no Brasil, mas a situação hoje é diferente. O país apresentou uma sensível melhoria social, econômica e estrural, e o domínio da Rede Globo já não é tão grande assim. A concorrência está maior e o domínio da Globo não é mais monopolizante. Mas a Globo ainda exerce influência. O caso mais recente é o da escolha do padrão de TV Digital a ser adotado no país. Em disputa haviam três padrões: o americano, o europeu e o japonês, este último o padrão escolhido. O padrão americano não se portou viável, pois não permitia portabilidade, ou seja, não era possível a recepção em celulares e aparelhos portáteis. O padrão europeu era defendido pelas teles. Isso porque para se tornar portátil, a TV Digital dependia da rede celular, e isso poderia gerar um valor agregado, o qual as emissoras de TV poderiam ficar de fora. Mas o motivo para o padrão europeu ter sido preterido foi outro. Esse padrão dá ênfase a multiprogramação, ou seja, a haver, num mesmo canal, até 4 programas transmitidos simultaneamente, o que aumentaria e muito a capacidade de transmissão, e com efeito, aumentaria a oferta de programas e a concorrência, já que os custos para a TV se resumem a transmissão e concessão que além de serem caros, são também burocráticos, o que faria com que centenas de produtoras independentes apenas paguem para emissoras dispostas a ceder espaço para elas, o que reduziria a divisão do bolo publicitário, principal fonte de receitas das emissoras de TV. O modelo japonês foi escolhido por ter todos os requisitos pretendidos pelo Ministério das Comunicações, além de dois fatores, de lobby, que fizeram a diferença: o apoio da indústria eletrônica japonesa, sobretudo a Sony, ao qual mantém um contrato de parceria com a Rede Globo que inclusive lhe rendeu a produção por parte da Sony de um produto exclusivo para a emissora, e o fato de que o atual ministro, Hélio Costa foi um dos repórteres da Rede Globo, nas décadas de 70 e 80. Tudo isso pesou a favor da escolha da TV Digital brasileira. Tanto é, que menos de três meses depois da escolha do padrão, os primeiros testes e as primeiras transmissões já estavam sendo feitas pela Rede Globo em São Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s